A+ A A-
05-12-2019

Em alto astral, associados se confraternizam em Barbacena

Avalie este item
(0 votos)

As confraternizações de fim de ano da ANFIP-MG estão a todo vapor. No dia 30 de novembro de 2019 foi a vez dos associados de Barbacena comemorarem.

A festa aconteceu no sítio Ipê Amarelo — do Auditor-Fiscal Nivaldo Mendes de Souza — e foi realizada em conjunto com o Sindireceita e o Sindifisco Nacional (DS Juiz de Fora). O evento foi regado a um delicioso churrasco, acompanhado de chopp e muita música boa. Edimar Amaral deu o tom com sua voz, gaita e violão. Com grande presença dos Auditores-Fiscais e seus familiares, a confraternização foi um sucesso.

A presidente do Conselho Executivo, Ana Maria Morais da Silva, e os vice-presidentes Ilva Maria Franca Lauria (Política de Classe e Cultura Profissional) e José Geraldo Heleno (Comunicação e Relações Públicas) representaram a Associação.
Durante o evento, houve sorteio de vários brindes. Antes, porém, uma das organizadoras, Ana Cristina Silva Latarola, deu boas vindas aos convidados e anunciou que os conselheiros da ANFIP-MG deixariam sua mensagem.

José Geraldo Heleno falou sobre o sentido das festas de fim de ano, especialmente o Natal, que marcam um fim e um começo. O símbolo disso, segundo ele, seria uma semente. Em seguida, declamou uma trova de sua autoria, cujo título é semente:

“No começo o ser nascente,
No fim, o temido corte,
Fechando o ciclo, a semente,
No encontro de vida e morte.”

Em sua exposição, Ilva Franca falou da importância da confraternização em conjunto e da união de todos os servidores da Receita Federal do Brasil nesse momento em que o governo contribui diretamente para desmontar o serviço público. “São diversos os fatos que comprovam isso. Por exemplo, com a aprovação da reforma da Previdência (EC 103/2019), nós, servidores públicos, fomos os mais prejudicados, com regras de transição duríssimas, aumento da alíquota de contribuição etc. Aliás, a ANFIP acabou de ingressar com ação contra essa medida. Outro ponto é que o governo estava com a reforma administrativa pronta, apresentaria em novembro deste ano, mas como a proposta impacta todas as carreiras e houve uma pressão muito forte do Judiciário, ele decidiu adiar a apresentação do projeto para o início de 2020”, pontuou.

Em seguida, Franca citou possíveis alterações que a reforma administrativa irá promover: 1) Terceirização de vários setores dos serviços públicos; 2) Redução do número de carreiras e do quadro de pessoal e alinhamento dos salários com os do setor privado. 3) Redução da jornada de trabalho com consequente redução de salários; 4) Redução do salário de ingresso dos futuros servidores.; 5) Extinção da estabilidade, dentre outros prejuízos.

Por fim, ela conclamou os servidores e familiares a reagirem contra esse ataque. “Não podemos ficar parados. Precisamos nos juntar às entidades que nos representam, senão não vamos ter mais nada pelo que lutar. Nós temos que levar ao conhecimento de todos os servidores e da população de que sem servidor não há serviço público. Precisamos participar das mobilizações, ajudar nossas entidades e, principalmente, manter nossa união. Só assim vamos conseguir barrar a destruição do serviço e dos servidores públicos”, alertou.

Posteriormente, a presidente Ana Maria Morais da Silva agradeceu pelo convite e pela presença de todos os convidados e desejou um Feliz Natal e um Ano Novo de muita prosperidade.


Última modificação em Segunda, 06 Janeiro 2020 15:04
Rua Carijós 150, 7° andar - Centro - 30120-060 - Tel: 31-3201-3582 - Belo Horizonte - MG

Copyright by ANFIP-MG 2013. Todos os direitos reservados.

TPL_GK_LANG_LOGIN

Log in to your account or Criar uma conta

TPL_GK_LANG_REGISTER

User Registration
or Cancelar