A+ A A-
18-06-2018

Em solenidade histórica, ANFIP-MG celebra 50 anos de existência Destaque

Avalie este item
(0 votos)

Um evento memorável, à altura da importância da ocasião. Assim foi a solenidade de comemoração dos 50 anos da ANFIP-MG — realizada no dia 15 de junho de 2018, no Châteu Belvedere, em BH —, em que associados, ex-presidentes, conselheiros e convidados se confraternizaram em grande estilo.

Compuseram a mesa de honra da cerimônia a presidente do Conselho Executivo, Ana Lúcia Guimarães Silva; o primeiro presidente da ANFIP-MG, José Lamacié Ferreira, e os ex-presidentes Ilva Franca Lauria, Afonso Ligório de Faria, Mara Calabria, Marcos Barbonaglia da Silva e Juliana de Araújo Mart Alves; o presidente da ANFIP Nacional, Floriano Martins de Sá Neto; o presidente do Conselho Fiscal da ANFIP-MG, Sebastião Lenes Freire Murta; o superintendente de Administração do Ministério da Fazenda em Minas Gerais, Acácio Cândido da Silveira; e os deputados federais Jô Moraes (PCdoB/MG), Subtenente Gonzaga (PDT/MG) e Weliton Prado (PROS/MG). Também marcaram presença o deputado federal Lincoln Portela (PR/MG), representado pela assessora Patrícia Gonçalves; o deputado estadual Leo Portela (PR) e a vereadora Marilda Portela (PRB), representados pelo chefe de gabinete da vereadora, Carlos Henrique Silva Rodrigues.

Após a execução do Hino Nacional Brasileiro, a presidente Ana Lúcia deu início à solenidade saudando e agradecendo a presença dos convidados. Depois disso, tomaram a palavra os deputados federais, que, em síntese, exaltaram o papel da ANFIP-MG — especialmente no que diz respeito à defesa da Previdência Social pública e da justiça fiscal — e reiteraram a parceria que mantêm com a entidade.

Posteriormente, o superintendente Acácio Cândido da Silveira também destacou o "compartilhamento da Associação com as ideias institucionais do Ministério da Fazenda em Minas Gerais" e reafirmou o profundo agradecimento que tem pela entidade, em razão de sua efetiva colaboração com o órgão.

O presidente da ANFIP, Floriano Martins de Sá Neto, disse que é uma grande alegria reencontrar os colegas que não via há muitos anos e destacou o compromisso da ANFIP e da ANFIP-MG com a defesa dos interesses da categoria e da sociedade brasileira "à qual servimos enquanto servidores públicos".

Floriano também fez questão de ressaltar a atuação em prol da reforma tributária e convidou a todos para tomarem conhecimento da proposta encabeçada pela ANFIP, em conjunto com o Fenafisco. "É importante que todos conheçam essa bandeira de que o país tem jeito de arrecadar mais e ficar melhor sim", postulou.

Por fim, ele lembrou que esteve presente na comemoração dos 25 anos da ANFIP-MG, quando também era presidente da ANFIP Nacional. "Espero estar aqui na comemoração dos 75 anos", brincou.

Confira aqui a galeria de fotos do evento (é necessário entrar na área restrita do site)

Homenagem à associada Cecília Buzzelli

Um momento marcante da solenidade foi a homenagem que a presidente Ana Lúcia prestou à associada Cecília Buzzelli dos Santos, de Juiz de Fora, entregando a ela uma placa que simboliza o agradecimento por sua dedicação e incansável trabalho pela ANFIP-MG, sempre em busca da valorização da classe. "Queremos, em seu nome, estender esta homenagem a todos os colegas que dedicaram e dedicam seu tempo e colaboram para engrandecer e dignificar, cada vez mais, a Associação", disse Ana Lúcia.

Por sua vez, Cecília Buzzelli exaltou o excelente trabalho de muitos anos realizado por Ana Lúcia junto à Fundação ANFIP e fez questão de dividir a homenagem com a assessora Jamir Cerqueira, a quem entregou uma foto da ocasião em que esta, o ex-presidente Marcos Barbonaglia e o então vice-presidente Executivo Aureliano Fagundes de Oliveira estiveram em Juiz de Fora.

"Quando entrei na ANFIP-MG ela era uma adolescente. Nesses 37 anos de luta pela entidade atuei muitos anos como vice-presidentede Aposentados e Pensionistas e Serviços Assistenciais. Destaco que jamais podemos esquecer dos colegas que sempre trabalharam sem querer recompensa. Isso é engrandecedor", pontuou Cecília.

Homenagem aos ex-presidentes

Em seguida, foram entregues placas em homenagens aos ex-presidentes da ANFIP-MG que ainda estão entre nós. Na ocasião, cada um teve a oportunidade de deixar sua mensagem, começando pelo primeiro presidente da Associação, José Lamacié Ferreira. "Tenho 96 anos e ainda estou aqui. Para mim é uma honra, como decano da ANFIP-MG, comemorar os 50 anos da Associação", disse.
Juliana de Araújo Mart Alves agradeceu pela homenagem e lembrou que, quando foi presidente, a ANFIP-MG promoveu a comemoração de sua "maioridade" (21 anos de vida). "Faço um pedido à nova diretoria, que se prepare, pois o trabalho nos próximos anos será árduo, em razão do momento que vive o país. Precisamos reiterar o respeito que temos junto à sociedade brasileira", pontuou.

Marcos Barbonaglia da Silva exaltou a comemoração, "um momento espetacular", lembrou de dois importantes feitos de sua gestão — a reforma da sede e as visitas às representações do interior — e dedicou tudo o que fez aos conselheiros com quem trabalhou na época, especialmente à então vice-presidente de Comunicação e Relações Públicas, Jamir Cerqueira, que sempre esteve ao lado dele. "Mas este também é um momento de reconhecer o trabalho dos colaboradores, com destaque para a então funcionária Irani Coelho, e para a dedicação da associada Eny Gomes de Lima, pessoas que estavam sempre prontas a atender", exaltou.

Mara Calabria afirmou que a ANFIP-MG foi construída, ao longo do tempo, pelos esforços de todos os ex-presidentes, dos Conselhos e dos colaboradores, bem como exaltou o primeiro presidente José Lamacié, "que um dia percebeu a existência de uma categoria unida e buscou consolidar essa união por meio da fundação da entidade". Ela também agradeceu a todos que contribuíram com sua gestão à frente da Associação e externou seu pensamento de que é necessário reforçar o crescimento e o desenvolvimento profissional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil. Por fim, disse que a ANFIP-MG deve manter sua atuação tendo em mente sempre a promoção da justiça social do país.

Afonso Ligório de Faria lembrou que integra a ANFIP-MG desde 1981, sendo que uma das primeiras coisas que fez quando ingressou na fiscalização foi se filiar à entidade. Além disso, destacou que só foi presidente por três mandatos graças ao voto de qualidade dos colegas. Para concluir, observou que antes dos pleitos corporativos, o Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil, enquanto é responsável pela arrecadação dos recursos do Estado, tem um compromisso maior com a sociedade brasileira.

Sineida Ribeiro Sales, que — por motivos alheios à sua vontade — não pôde comparecer à solenidade, enviou uma mensagem para ser lida ao público presente. Ela fez questão de agradecer o atual Conselho Executivo pela iniciativa e disse que, "se por um lado a homenagem nos engrandece, por outro cobra-nos mais responsabilidade e aumenta o nosso compromisso com a imparcialidade e a ética."

Por fim, ela agradeceu aos Conselhos Executivo e Fiscal que com ela atuaram, bem como ao corpo funcional da entidade. "Destaco que gerir uma associação do porte da ANFIP-MG foi uma das missões mais relevantes que desempenhei e que, sem a ajuda de todos, não seria possível levar avante o trabalho que vinha sendo realizado pelo ex-presidente Afonso Ligório. Colegas, a ANFIP-MG é grande, é nossa, vamos continuar lutando para torná-la cada vez maior!", ressaltou.

Ilva Franca Lauria disse que se sente honrada por fazer parte da construção da ANFIP-MG, "uma entidade forte, eficaz e reconhecida nacionalmente". Ilva registrou que o associado é a essência da ANFIP-MG e todos têm um papel importantíssimo na gestão da entidade.

"Se a ANFIP-MG é o que é, deve-se aos vários associados que doaram seu tempo precioso, seu trabalho árduo, formando, a cada gestão, times que, juntos trabalharam muito por uma entidade cada vez melhor", exaltou.

A ex-presidente destacou ainda a atuação da ANFIP-MG em alguns projetos mais recentes: a "Campanha Salarial mais longa da história, que até hoje não teve fim"; a reforma da Previdência (PEC 287/2016), "que 'enterramos' em fevereiro de 2018, mas, com qual temos que ficar atentos, pois o governo pode 'desenterrá-la' e colocá-la em votação a qualquer momento"; e a Reforma Tributária Solidária: Menos desigualdade, mais Brasil, um projeto da ANFIP em conjunto com a Fenafisco, que a ANFIP-MG também defende. "O propósito desse movimento, pelo qual temos que trabalhar muito, é fomentar um debate amplo e democrático, com intuito de corrigir as aberrações do sistema tributário brasileiro que tem caráter regressivo, onde a tributação é focada no consumo, com pouca incidência sobre renda, riqueza e propriedade", esclareceu.

Por fim, Ilva Franca dedicou a homenagem a todos os membros dos Conselhos Executivo e Fiscal das gestões 2012/2014 e 2016/2018, aos representantes, assessores e funcionários, aos deputados presentes, seus familiares, suas colaboradoras e a Deus.

Descerramento da placa e encerramento

Na sequência, a atual presidente da ANFIP-MG, Ana Lúcia Guimarães, a presidente que atuou no primeiro ano da atual gestão, Ilva Franca, e o primeiro presidente, José Lamacié Ferreira, fizeram o descerramento da placa comemorativa aos 50 anos da ANFIP-MG.

Em seu pronunciamento, Ana Lúcia afirmou que jamais imaginou que estaria representando a ANFIP-MG em um momento tão importante, mas "acredito que nada acontece por acaso e quis o destino que eu estivesse aqui hoje", disse. A presidente exaltou as vitórias, conquistas e momentos felizes da Associação ao longo dos anos, bem como registrou que as perdas contribuíram para o crescimento e deram força para continuar a luta pelos direitos dos associados, por melhores condições de trabalho e pela "imprescindível justiça fiscal que nossa sociedade tanto merece".

Ana Lúcia fez um apelo para que a categoria não se acomode, assim como não se acomodaram os colegas no passado. "Desejamos que os próximos conselheiros continuem com essa garra na luta pela valorização da categoria e na busca incessante pelos direitos e bem-estar dos associados. Mas é necessário ressaltar que, se não estivermos atuantes juntos com a entidade nas mobilizações que certamente virão, não vamos obter êxito. Além do embate com a administração e o governo, infelizmente, temos que lidar com a divisão da categoria, o que é muito ruim. A desunião que presenciamos hoje tem nos causado muitos prejuízos, a exemplo da última campanha salarial, cujo resultado foi a perda da paridade entre ativos e aposentados e pensionistas", observou.

Por fim, ela agradeceu aos integrantes dos Conselhos Executivo e Fiscal, aos representantes, aos assessores e aos funcionários da ANFIP-MG pela parceria, paciência, esforço e dedicação e, finalmente, apresentou ao público a revista em comemoração aos 50 anos da entidade. "Em breve, todos os associados receberão a publicação em suas casas", finalizou.

Vídeo institucional dos 50 anos

Após o discurso de Ana Lúcia, foi exibido o vídeo produzido em comemoração ao cinquentenário da Associação, que pode ser assistido abaixo.


A festa

Depois da solenidade, os convidados tiveram a oportunidade de se confraternizarem com os colegas, sendo embalados pelo som da dupla Eldon Moreira & Isah Medeiros.

 

Última modificação em Quinta, 21 Junho 2018 10:50
Rua Carijós 150, 7° andar - Centro - 30120-060 - Tel: 31-3201-3582 - Belo Horizonte - MG

Copyright by ANFIP-MG 2013. Todos os direitos reservados.

TPL_GK_LANG_LOGIN

Log in to your account or Criar uma conta

TPL_GK_LANG_REGISTER

User Registration
or Cancelar